O fio seco da teia que norteia: uma leitura de Ramos, Cabral e Salles

Artigo escrito por Laura Moreira Teixeira Os caminhos da seca Botoso (2013) cria uma bela imagem da obra Vidas Secas, de Graciliano Ramos. O pesquisador afirma que “a história de Fabiano pode ser comparada a uma teia de aranha, na qual ele e sua família estão sempre no centro, enredados, sem saída, presos como vítimas de umaContinuar lendo “O fio seco da teia que norteia: uma leitura de Ramos, Cabral e Salles”